Parceiros – 6º Workshop Internacional de Mogno Africano

O 6º Workshop Internacional de Mogno Africano visa continuar o processo de difusão das informações referentes ao Mogno Africano, promovendo a interação entre profissionais, empreendedores, investidores, instituições de pesquisa neste universo em franca expansão.

Informações Gerais:
Data: 07 de abril de 2017 – 6ª feira
Espaço Fit Eventos
Rua Peixoto Gomide, 282 – Jardim Paulista
São Paulo/SP

Esta 6ª edição do evento contará com a presença de ilustres palestrantes, representantes de importantes empresas com vasto conhecimento e know-how dentro do seu segmento de atuação.

Esses parceiros fortalecem, dão peso e enobrecem o evento. Saiba mais sobre as empresas:

Continue lendo “Parceiros – 6º Workshop Internacional de Mogno Africano”

Programa FaçaFloresta 1.0

Atendendo a atual demanda por projetos de consultoria de implantação de florestas comerciais, o Instituto Brasileiro de Florestas (IBF) lança o Programa FaçaFloresta 1.0, que é um programa com o conceito de divulgar informações úteis de forma gratuita aos usuários.


O que é:
O FaçaFloresta 1.0 é um programa de apoio florestal online, que disponibiliza poderosas planilhas gratuitas, desenvolvidas para ajudar silvicultores e profissionais do setor a planejar e executar a implantação de projetos florestais para a produção de madeira nobre.

Nesta fase de planejamento, o programa ajudará o empreendedor a organizar e coordenar todas as etapas referentes à criação da floresta, fornecendo ao usuário informações sobre as necessidades preliminares deste empreendimento.

Continue lendo “Programa FaçaFloresta 1.0”

Espaçamento do mogno-africano em sistemas silvipastoris

Em sistemas silvipastoris (pecuária + floresta), normalmente utiliza-se renques no sentido leste/oeste com espaçamento de 18 metros entre os renques, 3 metros entre as linhas e 2 metros entre plantas (figura 01). A densidade do sistema pode variar conforme a atividade que pretende-se priorizar dentro do consórcio, porém deve-se manter uma densidade variando entre 5 a 8,3 m² por árvore na lotação inicial dentro dos renques, sendo que cada renque deve conter no mínimo 4 linhas para permitir a seleção e qualidade dos cortes maduros.

Tabela 01: Arranjo espacial das árvores em diferentes densidades no sistema silvipastoril.

Continue lendo “Espaçamento do mogno-africano em sistemas silvipastoris”

Espaçamento utilizado no cultivo do Mogno-Africano

O espaçamento ideal em plantios destinados à produção de madeira para serraria é aquele que atinge boa produtividade e qualidade da madeira extraída pelo menor custo de implantação e manutenção, alcançando maior lucratividade do negócio florestal.

Características como o DAP (diâmetro à altura do peito), volume total, volume por indivíduo, retilineidade,  fator de conicidade do fuste, distribuição da copa, rachaduras, presença de nós na madeira, bem como atividades de  manejo possuem relação com os espaçamentos adotados. Plantios mais espaçados destinam uma maior área por indivíduo e maior incremento por planta na fase inicial. Já espaçamentos menores diminuem o volume por planta e aumenta a produtividade total de madeira por hectare, resultando em ganho qualitativo nos aspectos da esbeltez, retilineidade e homogeneidade.

Continue lendo “Espaçamento utilizado no cultivo do Mogno-Africano”

Por que o Mogno-Africano no Brasil?

Quando fazemos um estudo com o objetivo de encontrar a melhor solução para um projeto florestal, levamos em conta os benefícios da espécie associados a fatores externos, no caso do mercado de madeiras tropicais duras, estima-se uma redução da oferta e grande aumento da procura para os próximos 20 anos, o déficit pode chegar a mais de 16 milhões de metros cúbicos apenas no Brasil.

Pressionado pelo aumento da demanda e do preço, projetos de florestas plantadas estão sendo cada vez mais exigidos, principalmente com relação a produtividade e qualidade, e neste sentido o cultivo do Mogno-Africano atinge bons lucros para cada hectare plantado, sendo o investimento basicamente concentrado na criação e manutenção da floresta.

O Mogno-Africano tem uso comercial extraordinário, devido às características tecnológicas e à beleza da madeira. O mercado para a madeira do Mogno-Africano é consolidado e atende uma enorme rede de consumidores, desde marcenarias atacadistas, indústrias moveleiras, lâminas e instrumentos. A madeira é usada em movelaria, faqueado, construção naval e em sofisticadas construções de interiores e inúmeros produtos especiais.

Continue lendo “Por que o Mogno-Africano no Brasil?”

IBF como fornecedor de produtos e serviços da cadeia produtiva e seus diferenciais

Após a identificação do Mogno-Africano como possibilidade e alternativa atrativa de investimento, o Instituto Brasileiro de Florestas (IBF) se coloca a disposição no que for preciso para início do empreendimento florestal.

Neste contexto, o processo de contínuo aprimoramento quanto ao manejo do Mogno-Africano acontece por meio da realização de pesquisas e participação em feiras nacionais e internacionais do setor florestal, o que possibilitou a absorção de informações quanto as principais tendências do segmento. Assim, o Instituto visa otimizar a produção e padronizar o processo de manejo desta cultura no país, garantindo um maior valor agregado ao produto final.

Continue lendo “IBF como fornecedor de produtos e serviços da cadeia produtiva e seus diferenciais”

Entenda mais sobre o Mogno-Africano: Investimento e Retorno

Por se tratar de um investimento a longo prazo, o empreendimento no manejo de Mogno-Africano traz consigo dúvidas quanto aos tamanhos de investimento e retorno.

Por meio da realização do 6º Workshop Internacional de Mogno Africano, o Instituto Brasileiro de Florestas (IBF) visa continuar o processo de difusão das informações referentes à cultura, promovendo a interação entre profissionais, empreendedores, investidores, instituições de pesquisa neste universo em franca expansão.

Devido ao alto valor agregado, o cultivo do Mogno-Africano destaca-se como um promissor investimento, visto que há um déficit por esta nobre madeira no panorama internacional.

Continue lendo “Entenda mais sobre o Mogno-Africano: Investimento e Retorno”

Boas Vindas!

Bem vindo ao Blog do Workshop Internacional de Mogno-Africano!

Esta 6º edição do evento visa continuar o processo de difusão das informações referentes ao Mogno-Africano, promovendo a interação entre profissionais, empreendedores, investidores, instituições de pesquisa neste universo em franca expansão.

Data: 07 de abril de 2017 – 6ª feira
Espaço Fit Eventos
Rua Peixoto Gomide, 282 – Jardim Paulista
São Paulo/SP

Devido ao alto valor agregado, a produção e cultivo do Mogno-Africano destacam-se como um promissor investimento, visto que há um déficit por esta nobre madeira no panorama internacional.

O IBF, já consolidado como referência desta cultura de madeira nobre, visa expandir ainda mais o alcance desta espécie no Brasil. A continuidade, visto que esta será a 6º edição do evento, demonstra o interesse dos empreendedores brasileiros quanto ao manejo do Mogno-Africano. A transferência do conhecimento acontecerá por meio da realização de palestras e da Rodada de Negócios, permitindo que os participantes possam obter informações sobre serviços, áreas, processos produtivos, equipamentos e investimentos necessários para o início da atividade.